+55 31 3775-0709 | +55 31 9 9190-0151
Comparação das tecnologias MultiShape e Power Shape

Power Shape x MultiShape: qual é melhor para eliminar a celulite?

O Power Shape e o MultiShape são dois tratamentos que aliam a ultracavitação, a radiofrequência e um sistema pneumático de endermologia. Mas quais são as indicações dos dois tratamentos? Qual a diferença entre eles? É justamente isso que iremos abordar abaixo!

Se tem um problema que é quase unanimidade entre as mulheres é a celulite. Tão temida até por aquelas que não são tão vaidosas assim, a lipodistrofia ginóide – nome técnico da celulite – certamente é a maior inimiga das mulheres quando o assunto é a satisfação com o corpo.

Causada por diversos fatores, desde genéticos a hábitos alimentares, a celulite pode se manifestar em várias regiões do corpo e de diferentes graus, do mais leve ao mais severo.

Sabendo o quão temido é esse problema, as indústrias cosméticas e estéticas investem pesado para oferecer no mercado soluções para amenizar e acabar com esse aspecto de casca de laranja na pele.

O resultado desses investimentos são produtos e equipamentos que prometem declarar guerra à celulite. É o caso do Power Shape e do MultiShape, duas plataformas que trabalham tecnologias já conhecidas no mercado de estética para deixar a pele mais uniforme e sem os temidos furinhos.

O que é o Power Shape? E o MultiShape?

Ambos equipamentos unem em um só aparelho três tecnologias já bastante conhecidas e utilizadas nas clínicas de estética para realização de uma remodelação tanto corporal, quanto facial: Radiofrequência, Cavitação e Endermologia.

Comparação das tecnologias: Power Shape vs. MultiShape

Tanto o Power Shape, quanto o MultiShape aliam o uso das 3 tecnologias abaixo para potencialização dos resultados:

Radiofrequência:

Através dessa tecnologia há a emissão de ondas eletromagnéticas que atingem o tecido de forma profunda, causando uma elevação da temperatura local, que tem como consequências: contração das fibras de colágeno (efeito imediato e tardio); degradação do metabolismo lipídico das células de gordura; aumento da difusão intracelular de oxigênio; aumento da microcirculação e melhora da elasticidade e firmeza da pele.

Cavitação:

Essa tecnologia utiliza ondas ultrassônicas de baixa frequência que, em contato com o tecido, geram microbolhas de vácuo que crescem e implodem. Essas bolhas fazem com que os adipócitos entrem em choque, pelo elevado nível de energia presente nelas. Com o choque, as membranas das células de gordura não resistem e se rompem, sendo eliminadas pelo naturalmente pelo organismo.

A Cavitação presente no Power Shape é de 36 Khz de frequência, enquanto a do MultiShape é de 38 Khz.

Endermologia:

Através dessa tecnologia, o MultiShape e o Power Shape exercem uma pressão negativa na região, que é “sugada”, enquanto também fazem uma drenagem local, possibilitando o aumento do fluxo sanguíneo, hiperoxigenação dos tecidos, eliminação de toxinas, redução do volume das células adiposas e redução da camada de gordura do tecido subcutâneo.

No caso do MultiShape, há ainda um diferencial na endermologia do aparelho, que é o sistema Super Pulse. Através desse sistema único, são geradas 15 pulsações vibracionais por segundo, o que faz com que o tratamento seja bem mais eficiente e preciso, gerando inclusive um efeito similar ao de atividade física.

Como é o tratamento com o Power Shape e com o MultiShape?

O tratamento geralmente é bem confortável para o paciente. Porém, para os mais sensíveis, pode haver algum tipo de desconforto.

Para facilitar a aplicação e diminuir o risco de dor, o MultiShape conta com a tecnologia Sliding, que facilita o deslize do aplicador pela área tratada.

Após a realização da avaliação prévia, o profissional responsável pelo tratamento indicará como o mesmo deverá ser utilizado, quantidade de sessões necessárias e intervalo entre elas. Geralmente são indicadas de 6 a 12 sessões, variando de acordo com a situação individual de cada paciente.

Para quais problemas os tratamentos são indicados?

Tanto o Power Shape, quanto o MultiShape são indicados para:

  • Remodelação corporal;
  • Redução de celulite;
  • Redução de medidas;
  • Estímulo de colágeno;
  • Tratamento de flacidez.

Para quem o tratamento com o Power Shape e com o MultiShape é contraindicado?

O tratamento com o Power Shape e o MultiShape pode ser realizado tanto por mulheres, quanto por homens. Mas, apesar de serem poucas, os tratamentos tem algumas contraindicações, são elas:

  • Pacientes com marcapasso;
  • Pacientes com histórico de câncer nos últimos 5 anos;
  • Grávidas e lactantes;
  • Pacientes em uso de corticoides;
  • Pacientes com dermatite na área a ser tratada;
  • Pacientes com implantes de metal e/ou silicone na zona a ser tratada (no caso do uso da opção Cavitação;
  • Pacientes com epilepsia.

Qual opção é mais vantajosa?

Para responder a essa pergunta, ninguém melhor do que alguém que já teve experiência de trabalhar com os dois equipamentos simultâneos para fazer a comparação: a Fisioterapeuta Dermatofuncional, Dra Priscila Ferrari:

“Na minha concepção, o MultiShape é o melhor tratamento hoje para celulite, para toda a área de membros inferiores, porque ele tem essa função drenante da radiofrequência, aliado ao LED e à endermologia pneumática com o sistema de Super Pulse.”

Por mais que as tecnologias do Power Shape e do MultiShape sejam similares, alguns detalhes (muito importantes para o resultado final, por sinal) fazem com que o MultiShape seja superior. “Por mais que uma pareça similar à outra, a gente consegue ver a diferença de um equipamento mais novo, mais atualizado, mais moderno e com uma sucção mais precisa”, reforça a Dra. Priscila Ferrari.

Embora o Power Shape também tenha ótimos resultados, o MultiShape traz o diferencial do sistema Super Pulse, que com as 15 vibrações por segundo consegue estimular e trabalhar muito melhor uma região do que um equipamento que não tem esse sistema.

O aquecimento local, fator importante durante o tratamento, também é maior e mais rápido com o MultiShape, já que com a sucção mais precisa, há um aquecimento mais preciso, com resultado final muito melhor.

Quer saber mais sobre o MultiShape?

Quer saber mais sobre esse equipamento queridinho da Dra. Priscila Ferrari? Preencha o formulário abaixo e receba mais informações.

Informações do autor

Priscila Gonçalves

Sem Comentários

Postar Comentário