+55 31 3775-0709 | +55 31 9 9190-0151
Conheça as opções de tratamento para celulite

Como funciona o MultiShape no tratamento para celulite?

Radiofrequência, Endermologia e Ultrassom são algumas opções de tratamento para celulite disponíveis no mercado. Entenda como elas funcionam.

Sem que o verão se aproxima, com ele vem a necessidade de usar roupas mais leves e confortáveis, que geralmente deixam parte do corpo à mostra. Mas colocar um short mais curto ou um biquíni pode não ser tão confortável para quem sofre com as temidas celulites.

Por mais que esse problema não seja considerado uma doença, ele afeta grande parte das mulheres e causa grande desconforto e alteração na autoestima. Por isso, tratamentos para celulite têm sido bastante procurados em clínicas de estética, que estão buscando tecnologias de ponta para oferecer às clientes alternativas para se livrar dos furinhos indesejáveis.

Mas, você sabe o que é exatamente a celulite, suas causas e os tipos de tratamento para celulite mais eficazes? É disso que vamos falar abaixo. Veja só!

O que é celulite?

Fibro edema gelóide, esse é o nome técnico para os temidos furinhos que assombram as mulheres. A celulite é uma inflamação que ocorre sob a pele e que acontece pelo acúmulo de gordura, água e algumas toxinas nas células, fazendo com que as mesmas fiquem inchadas e enrijecidas, causando o aspecto de “casca de laranja” pela formação de nódulos nas camadas subepidérmicas.

Esse problema afeta cerca de 95% das mulheres após a fase de puberdade e tende a ser mais presente em áreas onde a gordura está sob influência do estrógeno, como nádegas, coxas e quadris.

Graus de celulite

A celulite não se apresenta em todo mundo da mesma forma, nem em todas as partes do corpo da mesma maneira. Ela pode ser classificada em quatro estágios. A saber:

Celulite Grau 1

É o grau mais leve de ocorrência da celulite. Nesse estágio, ela é mais interna e só é percebida quando há uma compressão do local ou sob contração da musculatura. Se tratada nesse estágio, a possibilidade de melhora é de 100%;

Ilustração - Celulite Grau 1
lustração: Ricardo Avancini

Celulite Grau 2

A celulite nesse estágio é percebida mesmo sem compressão, só de passar a mão sobre o local já dá para senti-la. Nessa fase já há comprometimento do sistema linfático e os edemas começam a ser formados. O tratamento para celulite nessa fase tem cerca de 80% de chance de melhora do aspecto;

Ilustração - Celulite Grau 2
Ilustração: Ricardo Avancini

Celulite Grau 3

Nesse estágio a celulite já é bem visível, mesmo de uma certa distância dá para perceber a aparência de gomos na região. Os tecidos apresentam desidratação e a pele fica mal nutrida. A circulação também é afetada e os primeiros sintomas de dor e inchaço podem ser percebidos. Mesmo nesse estágio, o tratamento para celulite pode dar até 60% de melhora no aspecto;

Ilustração - Celulite Grau 3
Ilustração: Ricardo Avancini

Celulite Grau 4

Esse é o último estágio para quem sofre com a celulite. Nele, os nódulos formados pelo agrupamento das células de gordura podem ser vistos até mesmo sob a roupa. Há também um comprometimento circulatório e uma dificuldade de eliminação das toxinas, o que contribui para piora do quadro. Por mais que o estágio já esteja avançado, os tratamentos para celulite ainda têm chance de 30% de melhora.

Ilustração - Celulite Grau 4
Ilustração: Ricardo Avancini

O que causa celulite?

As causas específicas da celulite ainda são objeto de questionamentos e estudos na área. O que se sabe é que alguns fatores, isolados ou associados, contribuem para que a celulite esteja presente. Alguns desses fatores são:

  • Hereditariedade: chances aumentadas se alguém da família tiver o problema;
  • Alterações hormonais: que provocam disfunções metabólicas que podem criar ou agravar o problema;
  • Problemas circulatórios: que influenciam na drenagem de líquidos e toxinas e podem causar ou agravar a celulite;
  • Maus hábitos alimentares: a ingestão excessiva de carboidratos e gorduras pode causar inflamação do tecido celular e levar ao surgimento da celulite;
  • Sedentarismo: contribui para o excesso de toxinas no organismo.

Como acabar com a celulite?

Hoje existem algumas excelentes opções de tratamento para celulite, mas a indicação de uso, de forma combinada ou isolada, depende da prévia avaliação do profissional responsável pelo tratamento.

Abaixo, veremos três tecnologias que podem ser utilizadas isoladamente ou combinadas, com ótimos resultados para tratamento de celulite:

Radiofrequência

Nos tratamentos estéticos, a radiofrequência tem ação através de sua corrente de alta frequência que gera calor por conversão, atingindo profundamente as camadas tissulares e promovendo oxigenação, nutrição e vaso dilatação dos tecidos. Ela age desnaturando a fibra do colágeno, tendo como consequência seu encurtamento, levando à contração do tecido conjuntivo redundante.

A radiofrequência promove ainda a “queima” das moléculas de gordura localizada, promovendo ativamente a degradação do metabolismo lipídico das células adiposas que são responsáveis pela formação das celulites.

LEIA TAMBÉM: Radiofrequência Multipolar: o que é essa tecnologia que combate a flacidez corporal e facial?

Endermologia

A endermologia é um sistema mecânico não invasivo que utiliza rolos motorizados com pressão positiva combinados com a pressão negativa do vácuo, de intensidade variável, capaz de produzir os mesmos efeitos das massagens manuais. Com isso, permite que a terapia seja rápida, mais moderna e mais padronizada. Essa massagem mecânica produz uma mobilização profunda na pele e tecido celular subcutâneo.

Os efeitos fisiológicos da endermologia são a melhora da circulação sanguínea, linfática, eliminando zonas de tensão cutânea. Ela participa da mobilização dos tecidos fibrosados por uma ação mecânica simples, identifica e trata as dermalgias reflexas, aumenta a extensibilidade do colágeno, melhorando o trofismo muscular.

Por esses efeitos é que endermologia torna-se uma técnica de extrema importância no tratamento de celulite.

Ultrassom

Esse tratamento para celulite trabalha com a emissão de ondas sonoras de alta frequência que não são captadas pelo ouvido humano. Essas ondas atravessam os tecidos e provocam vibrações nas células de gordura, que formam microbolhas que explodem e liberam a gordura para que seja metabolizada pelo sistema linfático.

O Ultrassom é mais utilizado como complemento a outros tratamentos quando o foco é o tratamento de celulite. Ele é muito indicado para associação em áreas onde a camada de gordura é maior, como culote e quadril, por exemplo.

Como o MultiShape age no tratamento para celulite?

Para quem busca soluções efetivas para se livrar dessa patologia, o MultiShape é uma excelente opção, uma vez que oferece, em uma única plataforma, as três possibilidades de tecnologias apresentadas acima a fim de tratar a celulite.

De forma complementar e para potencializar os resultados, a radiofrequência pode ser associada ao sistema de endermologia no combate à celulite. Dependendo da área e da necessidade do paciente, a cavitação ultrassônica do MultiShape também entra em áreas onde há mais presença de gordura associada, para uma remodelação corporal mais completa.

LEIA TAMBÉM: Power Shape x MultiShape: qual é melhor para eliminar a celulite?

Quer saber mais sobre a tecnologia?

O Multishape é o aparelho de tratamento corporal e facial mais completo do mercado, se tornando uma alternativa extremamente eficiente quando o assunto é tratamento para celulite.

Preencha o formulário abaixo e receba mais informações sobre a tecnologia!

Informações do autor

Equipe Innove Med

Sem Comentários

Postar Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
💬 Precisa de ajuda?